Bolsa

Comentários sobre o Mercado

21/09/2016

  • As ações de Wall Street estavam preparadas para uma abertura com ganhos na quarta-feira, confirmando as altas das ações globais depois de o Banco do Japão ter reestruturado sua política monetária e com a expectativa da decisão sobre a taxa de juros do Fed. Os preços mais fortes do petróleo também ajudaram a sustentar os ganhos dos futuros de ações.
  • Os preços do petróleo subiram 2% após uma queda surpreendentemente acentuada nos estoques de petróleo dos EUA e pela ameaça da greve de trabalhadores do setor de serviços de petróleo na Noruega de cortar a produção no Mar do Norte.
  • A General Mills teve lucro ajustado de 78 centavos por ação no primeiro trimestre, três centavos acima das previsões. A receita ficou praticamente estável.
  • A Microsoft anunciou uma alta de dividendos e um programa de recompra de ações no valor de US$ 40 bilhões.
  • A FedEx reportou lucro ajustado trimestral de US$2,90 por ação, nove centavos acima das previsões. A receita ficou ligeiramente acima das previsões.
  • A Adobe Systems ficou três centavos por ação acima das estimativas, com lucro ajustado trimestral de 75 centavos por ação. A receita ficou praticamente estável.
  • O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, defendeu ontem a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita o crescimento dos gastos públicos, nos termos enviados pelo governo e jogou no colo do Congresso Nacional a responsabilidade por um eventual atraso na retomada do crescimento econômico no Brasil. Para Portugal, se essa aprovação não ocorrer ainda este ano, como é esperado pelo setor privado, tanto a melhora dos indicadores financeiros quanto a saída do país da recessão econômica podem estar em risco.
  • O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, reafirmou ontem que a meta de inflação estabelecida para 2017, de 4,5%, é ambiciosa, mas crível. "Estamos seguros de que a inflação vai convergir para a meta em 2017", disse, durante apresentação em evento promovido pelo Banco Central da Argentina em Buenos Aires. Durante 20 minutos, Ilan traçou um panorama sobre o Brasil e sobre o cenário externo, voltando a dizer que a política monetária de juros muito baixos das economias desenvolvidas representa um "interregno benigno" que os emergentes devem aproveitar.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

18.100,00

0,29%

S&P 500 Index

2.137,75

0,32%

Nasdaq Composite Index

4.818,75

0,42%

Ibovespa

57.587,63

-0,26%

Índices Globais

Japão: Nikkei

16.807,62

1,91%

China: Shanghai

3.167,45

0,09%

Hong Kong: Hang Seng

23.669,90

0,59%

Alemanha: DAX

10.451,60

0,56%

França: CAC 40

4.412,76

0,55%

Londres: FTSE

6.836,54

0,09%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$44,87

1,86%

Ouro ($/oz)

$1.329,50

0,86%