Bolsa

Comentários sobre o Mercado

13/01/2016

  • As ações globais subiram nesta quarta-feira sob influência de dados melhor do que o esperado das negociações na China que aliviaram as preocupações sobre a segunda maior economia do mundo e ajudaram a afastar os preços do petróleo das recentes baixas.
  • De uma forma geral, as ações na Ásia fecharam em alta. As ações americanas e europeias subiram desde a segunda-feira depois da pior semana de abertura já registrada após uma depreciação da moeda chinesa e fortes perdas nas bolsas do país.
  • A desvalorização do real foi decisiva para que se registrasse, no ano passado, um número recorde de empresas brasileiras compradas por grupos estrangeiros. Pela primeira vez, as aquisições de companhias nacionais por investidores internacionais superaram as compras domésticas, entre brasileiras. Houve 773 fusões e aquisições no Brasil em 2015, queda de 5,5% em relação a 2014.
  • As vendas do comércio varejista restrito surpreenderam e subiram 1,5% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a segunda alta seguida nessa base de comparação, após um período de oito meses de recuos.
  • Os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central já estiveram mais divididos sobre a necessidade de subir os juros, mas a eficácia deste instrumento nunca esteve sob questão entre eles. Essa visão parece ser compartilhada pela maioria dos economistas do setor privado, já que as expectativas para a taxa Selic, coletadas pelo boletim Focus, dão o aperto monetário como provável e sustentável. Na divulgação do Relatório de Inflação, em 23 de dezembro, ficou clara a cisão do Comitê sobre a necessidade de subir juros.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

16.483,00

0,73%

S&P 500 Index

1.941,00

0,83%

Nasdaq Composite Index

4.345,50

0,76%

Ibovespa

39.883,38

0,94%

Índices Globais

Japão: Nikkei

17.715,63

2,88%

China: Shanghai

3.087,20

-2,43%

Hong Kong: Hang Seng

19.934,88

1,13%

Alemanha: DAX

10.092,37

1,07%

França: CAC 40

4.439,14

1,38%

Londres: FTSE

5.998,79

1,17%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$31,40

3,15%

Ouro ($/oz)

$1.081,20

-0,37%