Bolsa

Comentários sobre o Mercado

24/09/2015

  • Com relação às notícias econômicas norte-americanas, os bens duráveis registraram queda de 2% e os pedidos de auxílio desemprego atingiram 267 mil essa semana.
  • As ações europeias registraram queda enquanto a atenção dos investidores estava voltada para as ações da Volkswagen após a renúncia do seu presidente, Martin Winterkorn, ontem.
  • As intervenções feitas hoje pelo Banco Central no mercado de câmbio tiveram efeito limitado. Depois de um leilão de contratos de swap cambial e dois leilões de linha, a moeda americana retomou o fôlego de alta e fechou com avanço de 2,28% ao recorde de R$ 4,1456. Perto do fechamento do pregão, a divisa atingiu a máxima nunca antes registrada de R$ 4,1508. A escalada do dólar acumula números impressionantes: apenas nos três pregões desta semana, a valorização da moeda americana sobre a brasileira foi de 4,72%. No mês de setembro, a alta está em 14,28% e, no ano, em 55,87%. No acumulado dos últimos 12 meses, a taxa de apreciação do dólar sobre o real atinge 72,15%.
  • Desde a mega capitalização há cinco anos, a Petrobras perdeu 69% de seu valor de mercado, ou R$ 223 bilhões. Ontem, valia R$ 99,6 bilhões, rompendo pela primeira vez, desde 2005, a barreira dos R$ 100 bilhões. Em dólar, caiu 87%, uma destruição de valor de US$ 163 bilhões. A estatal prepara extensa reforma de governança, com ampliação dos diretores estatutários, sujeitos à fiscalização da CVM e expostos a processos movidos por investidores. O número de executivos da diretoria deve subir dos atuais sete para cerca de 40. O objetivo é melhorar a gestão, ampliando a responsabilidade dos diretores nas decisões.
  • O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB¬RJ), disse que a reforma ministerial não influencia a posição dos deputados sobre a recriação da CPMF, principal medida do pacote de ajuste fiscal, que, na avaliação do pemedebista, será rejeitada pela Casa. "Não vejo a menor possibilidade de ela [CPMF] ser aprovada nessa Casa. Não adianta. Não é reforma ministerial. Não é dar mais ou menos ministério que vai mudar a posição da Casa de aprovar uma CPMF. Não comportamos mais impostos", afirmou. Cunha também acredita que, apesar de pedir indicações ao PMDB para ministérios, o governo ainda corre o risco de que o partido deixe a base aliada na convenção da sigla prevista para novembro. Ontem, a presidente Dilma Rousseff solicitou às bancadas do PMDB na Câmara e no Senado cinco indicações para compor o novo ministério, uma tentativa de recompor o apoio político no Congresso.
  • O atual presidente da Sete Brasil, Luiz Eduardo Carneiro, "tinha conhecimento de esquema" que envolveria pagamentos de propinas pelas empresas integrantes dos consórcios que construiriam navios¬-sonda para a Petrobras. A afirmação foi feita em delação premiada pelo ex-gerente da área Internacional da petrolífera, Eduardo Musa. A declaração faz referência à época em que Carneiro presidia a OSX, em 2012 -a empresa integrava o Grupo Eike Batista. Naquele ano Musa era diretor de construção naval da OSX. A OSX fazia parte do Consórcio Integra, juntamente com a Mendes Júnior, e, no passado, foi contratada para construção de navios-onda para a Sete Brasil, destinados à exploração da camada pré¬-sal pela Petrobras.
  • A ex-ministra Marina Silva foi pessoalmente à sede do PSB em Brasília nesta quarta-feira acompanhada de um grupo de aliados do seu partido, o Rede Sustentabilidade, para pedir a desfiliação da legenda pela qual disputou a Presidência da República em 2014 e agradecer a solidariedade e a acolhida.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

16.024,00

-1,01%

S&P 500 Index

1.911,50

-0,88%

Nasdaq Composite Index

4.220,50

-0,99%

Ibovespa

44,647,74

-1,53%

Índices Globais

Japão: Nikkei

17.571,83

-2,76%

China: Shanghai

3.291,81

0,86%

Hong Kong: Hang Seng

21.095,98

-0,97%

Alemanha: DAX

9.432,59

-1,87%

França: CAC 40

4.356,64

-1,72%

Londres: FTSE

5.990,61

-0,69%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$44,26

-0,49%

Ouro ($/oz)

$1.142,90

1,01%