Bolsa

Comentários sobre o Mercado

18/08/2015

  • Os índices de futuros norte-americanos abriram em queda na terça-feira após um intenso movimento de venda das ações chinesas impulsionado por preocupações com o yuan, enquanto os investidores aguardavam a divulgação de alguns resultados importantes e a ata da reunião de julho do Fed.
  • "Com a pouco surpreendente fixação do câmbio do yuan hoje, a volatilidade parece ter recuado. Entretanto, a dinâmica interna da economia chinesa continua a dar sinais de que essa calma não irá durar", afirmou Angus Nicholson, analista de mercado da IG em nota.
  • A Home Depot, a maior loja de materiais de construção do mundo, divulgou na terça-feira um aumento acima do esperado nas vendas mesmas lojas, alavancado pela recuperação no mercado imobiliário nos EUA.
  • O Wal-Mart registrou lucro por ação de US$ 1,08 e diminuiu o seu guidance. Os analistas esperavam que o Wal-Mart registrasse lucro por ação de US$ 1,12 e US$ 119,72 em receita, de acordo com a estimativa do consenso da Thomson Reuters.
  • A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e as Confederações Nacionais da Indústria (CNI), da Agricultura e Pecuária (CNA) e dos Transportes (CNT) preparam manifesto para ser divulgado em reunião amanhã, a favor de um pacto pela governabilidade e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O ato, que ainda busca o apoio de outras entidades, segue a lógica das manifestações já feitas pelas Federações das Indústrias de São Paulo e do Rio de Janeiro (Fiesp e Firjan) após o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), pedir a união nacional para tirar o país da crise econômica e política. O entendimento é que o impeachment de Dilma seria um processo mais traumático para o país do que sua permanência e poderia levar à perda do grau de investimentos do Brasil.
  • Volkswagen demite e trabalhadores começam greve em Taubaté Operários da fábrica da Volkswagen em Taubaté, no interior paulista, receberam cartas comunicando o encerramento de seus contratos de trabalho, segundo informa o sindicato dos metalúrgicos da região. Na tentativa de pressionar a montadora a retomar as negociações e anular as demissões, os trabalhadores decidiram iniciar uma greve por tempo indeterminado na entrada do segundo turno. Outra assembleia com o pessoal do primeiro turno acontece nesta terça-feira para definir a adesão ao movimento pela equipe da jornada da manhã. O sindicato ainda não tem informação sobre o número de demitidos. O excesso de funcionários da unidade, onde são produzidos os modelos Up!, Gol e Voyage, é estimado em 500 pessoas, ou cerca de 11% dos 4,5 mil funcionários empregados no local. Em nota encaminhada à imprensa, a Volkswagen não menciona as demissões, mas cita a necessidade de adequar com urgência o efetivo em Taubaté, uma semana após os empregados terem rejeitado a proposta apresentada pela empresa para evitar demissões, que, entre outras medidas, previa o congelamento dos salários no ano que vem.
  • O secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Marco Antônio Almeida, disse há pouco que o governo avalia realizar uma nova rodada de licitações do pré-sal, sob o regime de partilha, até 2017. A decisão sobre a realização da licitação, contudo, ainda não foi tomada, disse ele. Almeida descartou que a decisão será tomada de acordo com a necessidade de caixa do Tesouro. "A necessidade de caixa que o Tesouro tem não será resolvida com venda de prospectos do présal. Não faremos este ano e talvez em 2016 também não. Mas vamos fazer uma rodada até 2017", destacou, durante evento, no Rio.
  • O cenário de forte retração das importações continua favorecendo o saldo da balança brasileira. Na segunda semana de agosto, o superávit comercial foi de US$ 670 milhões, informou nesta segunda-feira o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). O resultado decorreu de exportações de US$ 3,376 bilhões e importações de US$ 2,706 bilhões na semana passada. Com o superávit, a balança no mês acumula saldo positivo de US$ 1,396 bilhão e, no ano, de US$ 6,004 bilhões. A exportação média diária caiu 25,3% na primeira quinzena do mês, quando comparada com agosto de 2014, influenciada pela retração nas vendas das três categorias de produtos. As vendas de manufaturados caíram 28,2%, de US$ 356,3 milhões por dia para US$ 255,8 milhões. As principais retrações foram de óleos combustíveis, açúcar refinado, óxidos e hidróxidos de alumínio, automóveis, pneumáticos e medicamentos.
  • Poupado dos protestos de domingo, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDBRJ), disse nesta segunda-feira que as manifestações não devem influenciar a pauta da Casa. Ele não quis avaliar o impacto das manifestações para a sua própria imagem, mas afirmou que cada agente político terá que fazer sua avaliação e dar sua resposta.
  • Um acordo tácito entre grandes bancos busca encontrar uma saída organizada para a crise envolvendo os grupos Odebrecht e Andrade Gutierrez, além de outras companhias investigadas na Operação Lava-Jato. O que une as instituições é o propósito de evitar um calote generalizado, que poderia trazer riscos ao próprio sistema financeiro, dada a magnitude da dívida de alguns desses grupos. Conceder crédito novo segue fora do radar, mas a ideia é evitar soluções drásticas que impliquem o vencimento antecipado das dívidas bilionárias, em muitos casos dessas empresas com os bancos. Nas instituições financeiras, o entendimento é que, se alguém esticar demais a corda, pode acabar ampliando as dificuldades das companhias e deflagrar um calote generalizado. O cenário considerado ideal, na visão do sistema financeiro, é que os grupos mantenham um mínimo de liquidez enquanto se reorganizam, de forma que as perdas sejam limitadas.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

17.469,00

-0,20%

S&P 500 Index

2.096,25

-0,14%

Nasdaq Composite Index

4.556,25

-0,19%

Ibovespa

47.183,53

-0,07%

Índices Globais

Japão: Nikkei

20.554,47

-0,32%

China: Shanghai

3.927,03

-6,14%

Hong Kong: Hang Seng

23.474,97

-1,43%

Alemanha: DAX

10.942,09

0,02%

França: CAC 40

4.982,71

-0,04%

Londres: FTSE

6.519,81

-0,47%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$42,10

0,55%

Ouro ($/oz)

$1.115,30

-0,28%