Bolsa

Comentários sobre o Mercado

07/08/2015

  • Os empregadores norte-americanos criaram empregos a um ritmo constante e a renda subiu ligeiramente em julho. As revisões revelaram que em maio e junho os empregadores criaram 14 mil empregos a mais do que o esperado. A taxa de desemprego manteve-se em 5,3% em julho.
  • As ações europeias registraram desvalorização após uma queda inesperada na produção industrial alemã, colocando os riscos em evidência e levantando dúvidas sobre a força da recuperação da maior economia da Europa.
  • As ações da Groupon Inc. alternaram entre ganhos e perdas nas negociações antes da abertura do pregão após terem subido aproximadamente 6%. A companhia de ofertas diárias afirmou que seus números trimestrais ajustados vieram em linha com as expectativas.
  • As ações da Hershey Co. caíram durante as negociações antes da abertura do pregão após a fabricante de chocolates ter registrado prejuízo no segundo trimestre, apesar de seu resultado trimestral ajustado ter superado as expectativas.
  • Alimentos mais caros e reajustes em preços administrados levaram a inflação percebida por famílias de baixa renda, acumulada até julho, ao mais elevado patamar em dez anos. É o que mostrou ontem a Fundação Getulio Vargas (FGV), ao anunciar o Índice de Preços ao Consumidor ¬ Classe 1 (IPC¬C1), que mensura o impacto da inflação entre famílias com renda mensal até 2,5 salários mínimos. O indicador mostrou desaceleração entre junho e julho, de 0,85% para 0,68%. No entanto, a taxa em 12 meses foi de 10,31% até julho ¬ a mais elevada da série histórica do índice, iniciada em 2004, e que deve continuar a acelerar nos próximos meses, segundo a fundação. Na prática, os mais pobres estão sofrendo mais, com o atual cenário de inflação em alta, do que as famílias mais abastadas.
  • Diante do impasse na definição de uma nova fórmula de cálculo do preço da nafta vendida pela Petrobras à Braskem, as companhias poderão assinar até o fim do mês o quarto aditivo ao contrato que venceu originalmente em fevereiro de 2014. O terceiro termo de prorrogação do acordo original vai expirar no dia 30 e a própria Braskem já admite a possibilidade de, mais uma vez, estabelecer uma solução temporária para evitar a interrupção do fornecimento de sua principal matéria¬-prima. Em encontro com jornalistas para comentar os resultados do segundo trimestre, o presidente da petroquímica, Carlos Fadigas, disse que, diante da proximidade do vencimento, a Braskem "também considera a hipótese de um novo aditivo". A companhia apresentou à Petrobras uma nova proposta, que incorpora a referência americana de Mont Belvieu, nos Estados Unidos, resultando em um intervalo de preço para a nafta de 90% a 110% da cotação ARA, que é usada no mercado europeu.
  • Apesar das expectativas pessimistas que sinalizam possível aumento de evasão de alunos por conta das novas regras do Fies, financiamento estudantil do governo, a Estácio prevê um crescimento entre 3% e 6% na base de alunos de graduação presencial no segundo semestre e de 8% a 12% nos cursos de ensino a distância no terceiro trimestre, em relação aos mesmos períodos de 2014. A companhia chegou em junho com 501,5 mil estudantes, o que representa um avanço de 31%, em comparação ao segundo trimestre de 2014. A taxa de evasão foi de 7,5% do total de alunos da Estácio, patamar bem próximo aos 7,2% registrados há um ano.
  • A Latam Airlines anunciou ontem a unificação das marcas do grupo, em um processo que vai custar até US$ 40 milhões e durar três anos. As identidades TAM e LAN serão aposentadas para dar lugar ao novo logo Latam, que será usado nos 318 aviões da frota e uniformes de 53 mil empregados, em campanhas publicitárias, produtos e serviços que chegam a dez milhões de passageiros de 144 destinos em 26 países. Segundo a Latam, até 90% dos gastos serão usados na pintura das aeronaves e uniformes. O primeiro avião com a logomarca, nas cores azul índigo, coral e branco, estreia no primeiro semestre de 2016. As despesas estimadas não incluem planos de comunicação e de marketing, cujos investimentos não foram revelados. A presidente da TAM, Claudia Sender, disse que as controladas da Latam de outros segmentos, como a TAM Viagens, a empresa de benefícios Multiplus, e os programas de fidelidade TAM Fidelidade e Lanpass vão manter os atuais nomes e marcas.
  • A deterioração do cenário político, com maior risco de um impeachment da presidente Dilma Rousseff, dominou a pauta do mercado financeiro e impôs uma forte correção dos preços dos ativos. Na visão de profissionais do mercado, a fragilidade da liderança do governo junto ao Congresso exacerba os riscos econômicos, amplia a chance de um rebaixamento do rating soberano, diminui a visibilidade de quem tem que tomar decisões de investimento e leva à fuga do risco. Pesquisa realizada pela XP Investimentos junto a cem instituições mostra que a fatia dos que acreditam que as chances de impeachment superam 50% passou de 1% em levantamento feito em abril para 23% nessa última pesquisa, feita ao longo da semana passada. Em abril, 47% dos entrevistados acreditavam que o processo não aconteceria. Essa fatia caiu para zero agora.
  • A conjuntura econômica ruim no Brasil levou o BTG Pactual a adotar uma postura mais conservadora no segundo trimestre. O banco reduziu a alocação de capital em crédito e em investimentos proprietários e tem privilegiado áreas de negócios mais voltadas à prestação de serviços. "A economia está em deterioração muito forte, cíclica. A gente vai ver adversidade por, no mínimo, mais 18 meses", disse o presidente do BTG, André Esteves, em teleconferência para comentar os resultados do segundo trimestre. Segundo ele, o fundo do poço ainda não chegou e os preços dos ativos no mercado já começam a refletir a perspectiva de rebaixamento do país. Nos três meses encerrados em junho, o BTG reduziu em 7% seu total de ativos, para R$ 209 bilhões. O banco também diminuiu a necessidade de funding, principalmente via empréstimos e repasses. Além de rever a alocação de capital, o BTG diminuiu suas projeções para a carteira de crédito.
  • A Cetip, empresa que realiza o registro de ativos financeiros no mercado de balcão (fora do ambiente de bolsa) e de veículos financiados, registrou lucro líquido contábil de R$ 118,7 milhões no segundo trimestre deste ano. O resultado representa um aumento de 18,3% em relação ao mesmo período de 2014.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

17.336,00

-0,22%

S&P 500 Index

2.075,75

-0,18%

Nasdaq Composite Index

4.513,50

-0,25%

Ibovespa

49.532,23

-0,96%

Índices Globais

Japão: Nikkei

20.724,56

0,29%

China: Shanghai

3.922,69

2,26%

Hong Kong: Hang Seng

24.552,47

0,73%

Alemanha: DAX

11.537,65

-0,41%

França: CAC 40

5.173,54

-0,36%

Londres: FTSE

6.727,85

-0,29%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$44,47

-0,43%

Ouro ($/oz)

$1.083,80

-0,58%