Bolsa

Comentários sobre o Mercado

07/07/2015

  • Os números do comércio internacional de maio mostraram que o déficit comercial dos EUA aumentou, alimentado por uma queda nas exportações.
  • O valor de referência Shanghai Composite caiu mais de 1% em meio a dúvidas de que as medidas tomadas por Pequim na semana passada dariam suporte às enfraquecidas bolsas de valores.
  • O índice perdeu quase 30% do seu valor no último mês, alimentando as preocupações que uma acirrada venda das ações irá exacerbar a desaceleração na economia chinesa - a segunda maior de mundo.
  • Com vistas a minimizar os estragos de uma possível escalada das demissões no Brasil, o governo enviou ontem ao Congresso uma medida provisória que cria o Programa de Proteção ao Emprego. O plano irá bancar parte dos salários dos trabalhadores de empresas que decidirem reduzir a jornada de trabalho por conta da crise econômica. Bancado com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o programa teve o custo fiscal estimado em R$ 112,5 milhões até o fim de 2016, mas o governo garante que esse gasto vai ser compensado.
  • A mudança no percentual de biodiesel no diesel utilizado em ônibus e caminhões no Brasil, de 5% em 2008 para 7% em 2014, ajudou a evitar 2 mil mortes por doenças cardiovasculares, respiratórias e de câncer no pulmão. Na região metropolitana de São Paulo e do Rio de Janeiro, se a mistura adotada saltar para 20% de biodiesel por litro de diesel até 2025, mais de 13 mil mortes poderiam ser evitadas e a economia seria de R$ 2 bilhões nos sistemas de saúde de seis capitais.
  • Os países do grupo Brics ¬ Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul ¬ querem fechar um entendimento de facilitação de comércio para alavancar o intercâmbio entre essas grandes economias emergentes, em meio ao marasmo das trocas globais. Hoje haverá uma reunião de ministros do Comércio do grupo, em Moscou.
  • Nem a maior crise hídrica das últimas décadas, que atingiu o Sudeste e, consequentemente, duas das maiores empresas de saneamento do país ¬ Sabesp e Copasa ¬, está conseguindo manter as atividades do setor. Apesar de exigir mais investimento para enfrentar as dificuldades de abastecimento, a crise reduz os recursos que entram no caixa das companhias e a percepção de quem tem as estatais como clientes é de paralisia.
  • O Hotel Urbano, agência on¬line de turismo que gerou R$ 800 milhões em vendas em 2014, vai usar integralmente em investimentos de tecnologia e marketing os R$ 185 milhões (US$ 60 milhões) aportados pelo Priceline Group, holding americana de empresas de viagens, disse o diretor financeiro da companhia brasileira, Joel Rennó.
  • O resultado do referendo na Grécia no domingo, com a vitória do "não" à proposta de resgate oferecido pelos credores internacionais, derrubou as bolsas nos principais centros financeiros. Se a segunda-¬feira não chegou a ser de pânico nos mercados como alguns temiam, o que se viu foram bolsas de valores no vermelho durante todo o pregão. A fuga do risco, em meio às incertezas em relação ao futuro próximo da Grécia, levou os investidores a comprarem ativos considerados mais seguros, como os Treasuries (títulos do Tesouro dos EUA). A maior procura fez com que os títulos americanos com prazo de dez anos fechassem com taxa de 2,280%, nível mais baixo desde 19 de junho.
  • O Itaú BBA retomou a cobertura das ações da operadora de telecomunicações Oi com sugestão neutra e preço-¬alvo de R$ 6 para as preferenciais (PN, sem direito a voto). O potencial de alta é de 8,9%, segundo o preço de fechamento de sexta-¬feira, quando o papel preferencial encerrou o pregão cotado a R$ 5,51. Para a equipe de análise liderada por Susana Salaru, a Oi está focada em gerar caixa e rentabilidade, por meio de iniciativas de redução de custos e de um crescimento seletivo da base de assinantes. A companhia também avança em iniciativas de melhora de governança para acessar o Novo Mercado.

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

17.633,00

0,03%

S&P 500 Index

2.066,25

0,08%

Nasdaq Composite Index

4.422,25

-0,01%

Ibovespa

51.967,68

-1,27%

Índices Globais

apão: Nikkei

20.376,59

1,31%

China: Shanghai

3.905,94

-1,27%

Hong Kong: Hang Seng

24.975,31

-1,03%

Alemanha: DAX

10.819,10

-0,66%

França: CAC 40

4.667,03

-0,94%

Londres: FTSE

6.519,81

-0,24%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$52,55

0,04%

Ouro ($/oz)

$1.160,60

-1,07%