Bolsa

Comentários sobre o Mercado

21/05/2015

  • Os índices de futuros norte-americanos indicaram uma abertura em baixa na quinta-feira, em antecipação à divulgação dos dados sobre as vendas imóveis existentes e após uma resposta fraca à publicação da ata do Fed na quarta-feira, que confirmou as expectativas do mercado com relação a quando as taxas de juros irão subir.
  • Após a publicação de dados heterogêneos sobre o mercado imobiliário dos EUA no começo desta semana, os dados sobre as vendas de imóveis existentes serão publicados às 10h (horário de Nova Iorque) e devem registrar um crescimento de 1% para 5,24 milhões de unidades.
  • Os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA atingiram 274 mil esta semana, acima da expectativa de 271 mil e dos 264 mil registrados na semana anterior.
  • A maioria das ações europeias registrou queda na quinta-feira, enquanto investidores digeriam dados recém-divulgados da Zona do Euro.
  • A Hewlett-Packard está vendendo 51% da sua operação de rede de dados na China para a companhia chinesa Tsinghua Holdings.
  • O governo brasileiro continua a sofrer tropeços no Congresso. O relator do projeto de lei que reverte parcialmente a desoneração da folha de pagamentos, o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), adiou a votação do texto para 10 de junho.
  • Alardeada pela presidente Dilma como um dos principais acordos fechados com a China nesta semana, a construção de uma ferrovia transoceânica ligando o Brasil ao Peru foi recebida com ceticismo pelo agronegócio brasileiro. "Nunca vai sair" e "se sair não tem como ser bancada por commodities agrícolas" foi a maneira escolhida por um alto executivo de uma trading para se referir à obra. "Não conseguimos [fazer] nem o Ferroanel de São Paulo" foi outra provocação de um presidente de uma companhia da área de logística, referindo­se à burocracia e entraves ambientais. Em um café­da­manhã que reuniu CEOs de grupos ligados ao setor ontem, em São Paulo, o tom de descrença era o mesmo: a ferrovia seria um projeto "faraônico" com um custo operacional que possivelmente compensaria "dar a volta no continente" para levar soja à China. O escoamento da produção brasileira de grãos para a Ásia através de uma rota com saída direta para o Pacífico é uma proposta federal antiga ­ já havia sido aventada no governo Lula ­, mas nunca foi um pleito do agronegócio. Para o setor, há opções melhores e consideradas mais realistas do ponto de vista de execução.
  • O secretário de Energia americano, Ernest Moniz, vê perspectivas positivas para Brasil e EUA trabalharem juntos na questão de mudança climática, lembrando que já há discussões em curso sobre biocombustíveis avançados e que o Brasil têm grandes oportunidades no desenvolvimento de energia renovável para a eletricidade.
  • A venda da Latin American Power (LAP) para a SunEdison, anunciada pela americana no começo do mês, foi fechada ontem.

Índices

Nome

Atual

% Variação

Dow Jones Industrial Average

18.231,00

-0,14%

S&P 500 Index

2.119,25

-0,15%

Nasdaq Composite Index

4.493,25

-0,27%

Ibovespa

54.901,02

-1,08%

Índices Globais

Japão: Nikkei

20.202,87

0,03%

China: Shanghai

4.742,56

1,87%

Hong Kong: Hang Seng

27.523,72

-0,22%

Alemanha: DAX

11.818,15

-0,26%

França: CAC 40

5.122,64

-0,21%

Londres: FTSE

7.007,57

0,00%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

$59,43

0,76%

Ouro ($/oz)

$1.206,90

-0,15%