Bolsa

Comentários sobre o Mercado

09/04/2015

  • Os índices de futuros das bolsas dos EUA abriram a quinta-feira estáveis ou em baixa enquanto os investidores digerem as informações na ata do Fed, que apontam em direção à manutenção de taxas de juros baixas, em antecipação à publicação de mais resultados e dados.
  • Os pedidos de auxílio-desemprego totalizaram 281 mil, ligeiramente abaixo das expectativas, mas acima do número registrado na semana passada.
  • Com relação a notícias corporativas, a Costco registrou queda de 2% nas vendas mesmas lojas em março, uma redução ligeiramente acima do consenso de queda de 1,2%.
  • A Alcoa registrou um lucro trimestral ajustado de 28 centavos de dólar por ação, 2 centavos acima das estimativas, apesar de a receita ter ficado abaixo das previsões dos analistas.
  • O resultado trimestral da Bed Bath & Beyond foi de US$1,80 por ação, em linha com as estimativas, mas ligeiramente abaixo do esperado.
  • A Constellation Brands registrou um lucro trimestral ajustado de US$1,03 por ação, 9 centavos de dólar acima das estimativas, com a receita essencialmente em linha com o esperado.
  • Os rendimentos dos títulos do tesouro de 10 anos permaneceram estáveis em 1.89%, enquanto os rendimentos dos títulos do tesouro de 2 anos subiram para 0,54%.
  • Os futuros do ouro para junho caíram 0,6% para US$1.196,00 a onça. A bolsa opera em queda pelo terceiro dia seguido na quinta-feira, com um dólar mais forte após o Fed ter mantido as expectativas de um aumento nas taxas de juros em algum momento este ano apesar dos recentes dados econômicos fracos.
  • O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, determinou o sequestro de R$ 163,5 milhões em precatórios do governo do Estado de Alagoas que seriam destinados à construtora Queiroz Galvão. A decisão atende a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que calcula em R$ 372,2 milhões o montante a ser devolvido pela empreiteira aos cofres públicos para o ressarcimento por crimes de pagamento de propinas e de lavagem de dinheiro em contratos com a Petrobras. Esta é a primeira vez em que Moro bloqueia valores de empresas.
  • Os esforços do governo brasileiro para reforçar a oferta de energia em meio ao cenário de escassez de chuvas abre um novo mercado para as distribuidoras de gás canalizado. Segundo apurou o Valor, o governo conta com a oferta do insumo proveniente dessas empresas para colocar de pé usinas de partida rápida que serão licitadas no fim de maio e deverão começar a entregar energia já em janeiro, de forma a atender os picos de demanda do verão e evitar novos "apaguinhos" , como o verificado em fevereiro deste ano.
  • A BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), vai aportar R$ 200 milhões na Rocha Terminais Portuários e Logística, empresa centenária sediada em Paranaguá (PR). A companhia atua no setor de apoio logístico a atividades portuárias e é operadora de fertilizantes na importação em três portos: Rio Grande (RS), Paranaguá e São Francisco do Sul (SC). O aporte da BNDESPar se dará via subscrição de ações em operação de aumento de capital da Rocha. Em 2014, faturou R$ 288 milhões. A companhia é controlada pela RTP Participações, da família Cominese Freire, e pelo Fundo de Investimento em Participações (FIP) Angra Infra, gerido pela Angra Partners. Na operação, os atuais acionistas continuarão com o controle da companhia enquanto a BNDESPar vai se tornar acionista minoritária. Hoje, a RTP tem 51% e o FIP Angra, 49%. Ambos serão diluídos para dar espaço ao BNDES. Os controladores e o BNDES não informaram como ficarão os percentuais dos sócios depois da subscrição de ações pela BNDESPar.
  • Apostas de que o banco central americano pode postergar o aumento de juros nos Estados Unidos e a melhora do risco político no Brasil levaram o dólar a fechar em queda ante o real, ontem. A moeda brasileira liderou os ganhos em relação à americana no câmbio entre as principais divisas. O dólar comercial caiu 2,50% e fechou a R$ 3,0558, menor patamar desde 6 de março. A ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), divulgada ontem, reforçou a percepção de que o processo de normalização da política monetária pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano) deve se dar de forma "razoavelmente gradual".

Índices

Nome

Atual

%Variação

Dow Jones Industrial Average

17.808,00

-0,12%

S&P 500 Index

2.072,60

-0,16%

Nasdaq Composite Index

4.371,75

-0,07%

Ibovespa

53.605,30

-0,10%

Índices Globais

Japão: Nikkei

19.937,72

0,75%

China: Shanghai

4.148,37

-0,94%

Hong Kong: Hang Seng

26.944,39

2,70%

Alemanha: DAX

12.096,75

0,51%

França: CAC 40

5.183,92

0,92%

Londres: FTSE

6.988,66

0,74%

Commodities

Petróleo Bruto WTI (NYM $/bbl)

US$51,06

1,27%

Ouro ($/oz)

US$1.199,20

-0,32%