Bolsa

CVM coloca em audiência mudanças nas regras dos fundos na segunda-feira

24/4/2014

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) coloca em audiência pública na segunda-feira da semana que vem a proposta de reformulação das regras dos fundos de investimentos. O assunto será discutido com o mercado, receberá sugestões e depois será aprovado pela CVM.

Segundo Carlos Massaru Takahashi, vice-presidente da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em entrevista ao Café na Arena, as mudanças devem incluir o fim do prospecto dos fundos e a facilitação do envio de correspondências para os cotistas por meio da internet. Hoje, os fundos são obrigados a ter uma lâmina para explicar o funcionamento dos fundos aos clientes, além do prospecto e de um regulamento, o que aumenta o custo das instituições.

São também obrigados a enviar pelo correio os avisos de assembleia e comunicados relevantes para os clientes. O fim da obrigatoriedade desses documentos reduzirá o custo dos fundos, especialmente para os de varejo, que têm milhares de cotistas, o que permitirá a criação de carteiras mais baratas, com taxas de administração menores para os investidores de menor porte.

Além dessa mudança, deve ser revista também a definição de investidor superqualificado, que pode aplicar em fundos que investem no exterior. Hoje, os fundos para superqualificados exigem aplicação mínima de R$ 1 milhão. A ideia é que se passe a considerar o valor que o investidor tem para aplicar, como ocorre nos investidores qualificados, e que, tendo R$ 300 mil, podem aplicar qualquer valor em fundos destinados a esse público. Dessa forma, investidores com R$ 1 milhão em recursos livres poderiam também aplicar valores menores nos fundos no exterior.

Fonte:arenadopavini.com.br